1. INFORMAÇÕES GERAIS

Como faço para tirar minhas dúvidas?
Caro profissional de áudio, existem várias maneiras de você tirar suas dúvidas:

1. O banco de dados de dúvidas frequentes, disponível abaixo;

2. Nossos alunos podem tirar dúvidas técnicas e de ensino com nossos professores;

3. A melhor forma de tirar as dúvidas é via email:
    
Por que a nomenclatura dos cursos e os certificados estão em Inglês?

          A OMiD Academia de Áudio prepara seus alunos para um mercado cada vez mais internacional e globalizado. Devido ao amplo consumo e desenvolvimento de equipamentos de áudio, bem como pelo grande peso da indústria cultural norte-americana, a língua inglesa acabou se consolidando como a língua mais utilizada no mundo do áudio e das recording arts. Por causa disso, um profissional que pretende ser bem sucedido numa carreira internacional deve compreender os termos originalmente empregados em inglês. Essa padronização para o inglês começou nos anos 80. Atualmente, é usual até mesmo na maioria dos países da Europa e da Ásia. 

          A OMiD orgulha-se de facilitar a integração de nossos alunos nesse mercado. Hoje temos profissionais formados pela academia trabalhando fora do Brasil, ou mesmo prestando serviços para companhias internacionais instaladas no Brasil. Atualmente, as inovações tecnológicas permitem residirmos no Brasil, trabalhando para companhias internacionais via internet. Na própria OMiD recebemos muitos trabalhos dessa maneira, como mixagens ou masterizações. A OMiD também tem obtido reconhecimento internacional, recebendo alunos de vários países e com seus professores lecionando e trabalhando em todos os cantos do mundo. O próprio Omid Bürgin ministra palestras regularmente em instituições conhecidas, como a Berklee College of Music, SAE, Electronic Music Foundation, Harvestworks, Universität Hamburg, etc. 

          A internacionalização e globalização são processos muito arraigados. Com a inserção cada vez mais assídua do Brasil neste mercado global, este é um momento privilegiado para aproveitar oportunidades e se reciclar profissionalmente, sem perder sua identidade regional ou nacional. 

Como faço a matrícula?
Segue passo a passo o procedimento para efetuar a matrícula em nossos cursos. Para manter os preços dos cursos mais baixos, oferecemos este procedimento de matrícula via internet:

1. Deposite o valor da matrícula e do Curso:
1.1. Pagamentos à vista:
Pagamentos à vista devem ser efetuados via Depósito Bancário (dinheiro ou cheque) ou Transferência Bancária.

1.2. Pagamentos parcelados:
Pagamentos parcelados devem ser feitos no nosso site. Matrículas para o Certificado Nacional é sendo processado pela PagSeguro; Matrículas para o International Certificate é sendo processado pela PayPal. Caso que não consiga fazer o pagamento online, entre em contato com o nosso departamento financeiro: (11) 2826-2626 ou .

2. Avise-nos por e-mail:
Mande um e-mail para  com os dados de seu depósito, mencionando nome completo e indicando o(s) curso(s) no(s) qual/quais se matriculou, especificando inclusive o programa (AEP101, Programa de Produção, etc.).

3. Aguarde a confirmação:
Após o processamento de seu pagamento, você receberá uma confirmação de pagamento e matrícula via e-mail. O valor da matrícula será devolvido somente em caso de esgotamento ou cancelamento de um curso.

Como faço para visitar o estúdio?

          Visitas ao estúdio devem ser previamente agendadas por telefone. Somente serão aceitas visitas para fins profissionais (parceiros, clientes e entrevistas de emprego). Oferecemos regularmente um dia de Open Cass, para que as pessoas possam conhecer nossas instalações, tirar dúvidas e assistir a uma palestra com o próprio Omid Bürgin. Visite regularmente nosso site para saber maiores informações sobre datas e horários das próximas palestras (open class).

O que preciso fazer para receber um convite para a palestra gratuita?
Por favor, entre em contato conosco para colocar o seu nome na lista:

Telefone (11) 2826-2626
Email 

2. FINANCEIRO:

Quais são as formas de pagamento?

Os clientes da OMiD Academia de Áudio poderão efetuar o pagamento dos cursos à vista ou parcelado, através de depósitos bancários, PagSeguro ou boletos. Não aceitamos pagamento direto na secretaria. Para quem optar para um International Certificate, precise estar matriculado na INTERNATIONAL AUDIO ACADEMY, que aceita pagamento via PayPal.

Em quantas vezes posso parcelar?


Se for em boleto, depende da duração final do curso. Se for com cartão, depende da operadora de seu cartão de crédito. Com o PagSeguro, você pode escolher como quer pagar e ainda parcelar sua compra em até 18x, mas a maioria de cartões parcelam em até 12x. Se você optou para o International Certificate, o pagamento será feito via PayPal que poderá ser parcelado conforme a duração do curso. Por favor consulte o nosso Consultor: (11) 2826-2626.

Em caso de cancelamento vocês devolvem o dinheiro pago?


Em caso de cancelamento de um Curso por parte da Academia, reembolsamos o que tiver sido recebido, incluindo a taxa de matrícula. Se o aluno cancela o curso antes de iniciá-lo e já pagou, devolvemos o valor, porém cobramos uma taxa administrativa de 20%. Para módulos já iniciados não será admitido qualquer devolução de valores em espécie pela Academia e o aluno se compromete a quitar o valor do módulo integralmente. Porém se ele cancela antes de completar 60% do módulo, poderá pedir uma carta de crédito, a ser usado posteriormente. 


3. CERTIFICADOS/ENCAMINHAMENTO:

Validade dos Certificados da Academia de Áudio (Audio Academy)

Nossos certificados tem validade nacional, e é regulamentado pela Lei de Diretrizes e bases da Educação (Lei 9.394/96 nos artigos 39 a 41 regulamentada pelo decreto 5.154 23/07/04 e também pela resolução do Conselho Nacional de Educação n° 04/99, art. 3°, Inciso II), o que torna incontestável a sua eficácia. Pois todos estes embasamentos legislativos discorrem sobre a Educação Profissional e da Formação Continuada no Brasil. Com este certificado profissionalizante, você poderá trabalhar em qualquer segmento onde seja necessário um profissional do áudio.

Quais são as condições para receber o certificado?
Para que o aluno receba um certificado de validade nacional (ou Certificado de participação no curso), o aluno precisa ter atingido um mínimo de 75% de presença nas aulas. A nossa plataforma EAD monitora horário e duração de acesso, cliques feitos, vídeos assistidos, apostilas lidas e tarefas cumpridas. 


Quais são as condições para receber o DRT?
Para que o aluno receba um DRT, ele deve ir a um órgão autorizado a emiti-lo, seja no Ministério do Trabalho ou sindicado correspondente do seu estado. Como em cada estado as regras podem variar, você deve se informar junto a um órgão local. Geralmente, tal órgão lhe cobra uma taxa, pede-lhe para fazer uma prova e assistir a uma palestra. Os alunos recém-formados na OMiD Academia de Áudio, que vão cadastrar-se junto ao sindicato paulista, podem levar seus Certificados para dar entrada. Geralmente, nosso convênio com o sindicato do Estado de São Paulo acaba ajudando-o a emitir o DRT com maior facilidade. 

Quais são as profissões de Áudio que precisam de DRT?
Operador de Som
Monta e opera a aparelhagem de som, reproduz a trilha sonora do espetáculo.

Técnico de Som
Instala e repara os equipamentos de som de acordo com a direção; fornece manutenção a esses equipamentos; auxilia tecnicamente o Operador de Som, quando necessário.

Diretor de Produção
Encarrega-se da produção do espetáculo junto à equipe técnica e artística; analisa e planeja as necessidades de montagem; controla o andamento da produção, dando cumprimento a prazos e tarefas.

Sonoplasta
Elabora o fundo musical ou efeitos sonoros especiais, ao vivo ou gravados, selecionando músicas, efeitos adequados ao texto e de comum acordo com a equipe de criação; pesquisa as músicas, ou efeitos, para montar a trilha sonora; pode operar a mesa de controle, produzindo os efeitos planejados ou ensaia o operador de som.

Editor de Áudio
Encarrega-se da revisão e sincronização dos diálogos dublados; sincroniza as “bandas Internacionais” e marca as correções a serem feitas na mixagem.

Microfonista
Assiste o Técnico de som; monta e desmonta o equipamento, zelando pelo seu bom estado; posiciona os microfones; confecciona os boletins de som.

Técnico-Operador de Mixagem
Encarrega-se de reunir, em uma única pista, todas as pistas sonoras de um filme após submetê-las a vários processos de equalização sonora.

Técnico de Som
Realiza a interpretação e registro durante as filmagens dos sons requeridos pelo Diretor Cinematográfico, indica o material adequado ao seu trabalho e à equipe que o assiste; examina e aprova do ponta de vista sonoro as locações internas e externas, cenários e figurinos. Orienta o Microfonista, acompanha o acabamento do filme, a transcrição do material gravado para magnético perfurado, a mixagem e a transcrição ótica.

Técnico em Tomada de Som
Realiza a gravação de vozes, ruídos e músicas, em estúdio de som; opera a mesa de gravação; executa equalizações sonoras.

Técnico em Transferência Sonora
Realiza a transferência de sons gravados em discos, fitas magnéticas ou óticas, para fitas magnéticas ou negativo ótico; realiza testes de ajuste do equipamento e da qualidade do negativo ótico revelado.

(fonte: Decreto N. º 82.385 de 05 de Outubro de 1978)

Vocês encaminham os melhores alunos a estúdios e empresas da área?
Sim. No final de cada curso elaboramos uma lista dos melhores alunos. A qualificação se baseia em pontualidade, envolvimento profissional, iniciativa e criatividade. Como os nossos cursos são reconhecidos no mercado como uma verdadeira referência no ensino de áudio e acústica, recebemos frequentamente solicitações de profissionais por empresas da área.
Após o curso eu me torno um profissional com Certificado reconhecido?
Os nossos ex-alunos tem se estabelecido no mercado como projetistas freelancers e técnicos em áudio, o que nos tornou uma referência em ensino de acústica e áudio. Temos alunos na Globo, na Mosh e outros instituições de referência. Os nossos alunos saem com uma formação completa, preparados para obter o DRT.
Quais são as condições para receber o DRT? (novo)
Para que o aluno receba um DRT, ele deve ir a um órgão autorizado a emiti-lo, seja Ministério do Trabalho, ou Sated do seu Estado. Como em cada Estado as regras podem variar, você deve se informar junto a um órgão local. Geralmente, tal órgão lhe cobra uma taxa, pode submetê-lo a uma prova e o faz assistir a uma palestra. Os alunos recém-formados na OMiD Academia de Áudio, que vão se cadastrar junto ao Sated paulista, podem levar seus Certificados para dar entrada. O convênio com o Sated de São Paulo, ajuda nossos alunos a conseguir o DRT com maior facilidade. Mas, caso eles queiram aplicar uma prova, fique tranquilo. Sua formação na OMiD suplanta, e muito, o que lhe é cobrado.

Observações: para obter Certificados, o aluno precisa ter 75% de presença e conceito de 70% nas tarefas e provas. O Sated paulista pede um comprovante de residência em São Paulo.

4. METODOLOGIA DOS CURSOS:

Os cursos são apostilados?

O material didático está incluso no preço de nossos cursos. As aulas são todas apostiladas para o aluno reforçar as informações recebidas em aula. Seguem alguns exemplos de material didático dos nossos cursos: 

 Exemplo de apostila do curso de Áudio

 Exemplo de apostila do curso de Produção


Há aulas práticas nos cursos?

Sim, os professores e guest speakers (palestrantes convidados) da OMiD sabem da importância da união entre teoria e prática. Por isso, reservamos em nossos cursos algumas aulas à aplicação prática dos conhecimentos apreendidos em nossas aulas teóricas, tanto no curso de acústica, como nos cursos de áudio e de produção. Estamos também implementando oficinas e laboratórios, visando ampliar o contato do aluno com os tópicos abordados em sala de aula.

Vocês oferecem suporte ao estudante?

Sim. Oferecemos aulas de reforço para os alunos, mas elas devem ser agendadas previamente. Os estudantes devem procurar orientação de professores e funcionários designados pelo estúdio, a fim de esclarecer quaisquer dúvidas relacionadas ao curso.

Sou de outro país. Conseguirei acompanhar os cursos?

Sim. Os cursos têm vocabulários técnicos compartilhados em inglês e nas línguas latinas e germânicas. Além disso, contamos com professores poliglotas em nossos quadros. Entre em contato com a Academia e se informe sobre as possibilidades de horários e turmas.

Quantas vagas há em cada curso?

Para um bom aproveitamento das aulas, as turmas têm um mínimo de 3 alunos e máximo de 20. Em algumas aulas práticas podemos dividir as turmas em grupos menores, de três a cinco alunos.



Vocês oferecem cursos a distância (online)?

Sim.

VideoAulas:
Os Cursos de Fundamentos foram gravados profissionalmente em nossos estúdios profissionais, com uma equipe de vídeo e áudio profissional. Veja alguns exemplos:


EXEMPLOS DE ÁUDIO E ACÚSTICA:

Aula 01 - Vídeo 01:

Aula 01 - Vídeo 02:

Aula 01 - Vídeo 03:

Aula 01 - Vídeo 04:
Se o vídeo não iniciar, aperte o play, seguido por pause e aguarde um minuto para carregar. Para ver o vídeo em alta qualidade, aperte o botão HD.



EXEMPLOS DE PRODUÇÃO MUSICAL:

Aula 01 - Vídeo 01:

Aula 01 - Vídeo 02:

Aula 01 - Vídeo 03:

Aula 01 - Vídeo 04:
Se o vídeo não iniciar, aperte o play, seguido por pause e aguarde um minuto para carregar. Para ver o vídeo em alta qualidade, aperte o botão HD.



WebAulas:
Oferecemos treinamento a distância, através de nossas webaulas. Usando as mais avançadas tecnologias de conferência digital disponíveis, transmitimos vídeo e áudio de uma aula exclusiva ministrada - em tempo real - por um de nossos professores. Esta aula ainda conta com troca de dados, chat e apresentação de conteúdo gráfico, usados como suporte tanto em nossas aulas presenciais, como online. Isso significa que o professor pode oferecer suporte imediato às dúvidas dos alunos, do mesmo modo que fariam numa aula presencial, mas com todo o conforto de sua residência.


Veja um exemplo:

Composição Final:

5. METAS E OBJETIVOS DOS CURSOS:

Com este curso eu vou aprender a projetar o meu próprio estúdio de gravação?

Sim. Muitos estúdios no Brasil foram projetados por nossos alunos (por exemplo, Estúdio Tonelada). Muito embora este não seja um curso de engenharia e construção civil (visto que não pretendemos substituir o recurso fornecido por esses profissionais formados), nosso curso habilita o aluno a otimizar seus ambientes de trabalho ao máximo, adequando-os às necessidades objetivadas de gravações e mixagens. Nosso objetivo primário é sensibilizar o aluno para que este entenda o ambiente acústico (como ele soa e como podemos explorá-lo em nossas produções), e também para que ele identifique e corrija eventuais problemas, de modo a desenvolver salas de qualidade para serem usadas numa sessão de gravação (mesmo que adaptadas em casa).

Um leigo aprenderá a corrigir os ambientes disponíveis e um profissional aprenderá, de maneira simples e eficiente, como aplicar estes conceitos em seus próprios projetos. Alguns de nossos alunos acabaram virando concorrentes de nosso escritório de acústica. No entanto, não é incomum que estes atuem como parceiros, uma vez que podem se beneficiar da larga experiência obtida por Omid Bürgin, com seus longos anos de trabalho em projetos acústicos.

Com este curso eu vou aprender a fazer gravação, mixagem ou masterização?

Os cursos ministrados na OMiD Academia de Áudio visam o desenvolvimento sólido e gradual do aluno nas competências de acústica, áudio e produção. Nosso foco é na formação de um profissional que sabe não só o que fazer, mas principalmente como e por que fazer daquela forma, seja numa gravação, mixagem ou masterização. Evidentemente, a formação ampla de um profissional não será atingida com apenas um único curso, por isso organizamos estes cursos na forma de Programas e Carreiras.

Vocês não criam concorrentes ao transmitir as informações livremente para os alunos?

          Sim, muitos dos nossos alunos têm ou trabalham em empresas que são nossas concorrentes no mercado de projetos acústicos, mas acreditamos na livre circulação de informação. Mais importante ainda, acreditamos que com a conscientização de nossos alunos, estamos criando um público cada vez maior e mais exigente no Brasil e - consequentemente - ampliando o mercado para projetos de Acústica.

6. PRÉ-REQUISITOS PARA OS CURSOS:

Quais são os pré-requisitos para os cursos?

Não é necessário ter experiência prévia na área para ser admitido em nossos cursos. Recomenda-se, porém, que o aluno tenha o segundo grau completo, ou ao menos conheça os fundamentos de física e matemática específicos (para os cursos de Áudio) ou fundamentos de música (para os cursos de Produção), de modo a conseguir um bom aproveitamento nas aulas. Para os cursos de Produção, recomendamos fazer primeiramente os cursos de Áudio.

Posso fazer um curso mesmo não tendo nenhum conhecimento na área?

Sim. Para isso, iniciamos nossos programas com os cursos de Fundamentos, que ensinam/revisam/solidificam conceitos matemáticos, físicos ou musicais, relativos às matérias que serão dadas posteriormente. Esses conceitos envolvem a explicação de assuntos importantes, tal como: decibéis, logaritmos, ondulatória, timbre, armadura de clave, notas e pausas, pentagramas, WBS, GANTT, etc. Assim, buscamos que o aluno tenha uma boa base e possa entender os conceitos mais avançados em áudio, acústica, produção musical, composição musical ou music business.

Já fiz curso equivalente em outra escola, sou obrigado a fazer o 'Curso de Fundamentos'?

Se você avalia ter os conhecimentos necessários, entre em contato com nossa administração para podermos avaliar as equivalências entre currículos. Em alguns casos, poderemos realizar uma prova de nivelamento.

Eu preciso fazer o curso de acústica para seguir os demais cursos de áudio e produção?

Os únicos cursos que são pré-requisitos para cada Programa são os cursos de 'Fundamentos'. Assim, cursos como AEP 110 (Acústica) e MPP 130 (Microfonação), NÃO são pré-requisito para os cursos AEP 120 (Elétrica) e MPP 140 (Mixagem/Masterização), respectivamente. Apenas os Cursos AEP 101 e MPP 101, de Fundamentos, são pré-requisitos para os demais Cursos de seus respectivos Programas.


Apesar disso, recomendamos aos alunos que queiram aproveitar ao máximo seu Programa de Produção Musical (MPP), que cursem previamente o Programa de Engenharia de Áudio (AEP) - uma vez que um produtor musical deve dominar as ferramentas de um estúdio e conhecer a fundo maneiras de aproveitar a ambiência acústica em suas produções. Não é obrigatório, mas garante uma melhor compreensão destes assuntos que serão aprofundados em aula.

7. SECRETARIA:

Quero mudar de turma ou curso. Como faço?

O aluno deve notificar a nossa secretaria, por escrito, o mais rápido possível. Para mudar de turma ou curso, cobramos taxa de matrícula.

Quero desistir de um curso. Como faço?


Fica expressamente esclarecido que, ao efetuar a inscrição para qualquer curso, o participante gera para a escola uma série de custos, tais como aquisição de apostilas/livros, alocação de sala de aula, contratação de docentes, configuração de equipamentos, instalação de softwares, bem como impede o acesso da vaga por parte de outro interessado. Em função disso, o aluno deve notificar a nossa secretaria, por escrito, o mais rápido possível. Até três dias úteis antes do início do curso, o aluno poderá solicitar seu desligamento do curso, abrindo mão apenas da taxa de matrícula (em função dos custos acima citados). Depois deste período, será cobrado o valor integral do curso.


Perdi umas aulas. Posso repor em outra data?

Não, por razões administrativas não permitimos a reposição de aulas avulsas em caso de impedimento por parte do aluno, mas o aluno pode refazer todo o curso pagando 50% do valor de uma nova matrícula. Se a aula não ocorrer por causa da escola, seus funcionários ou professores (ou mesmo por conta de feriados oficiais), a aula será reposta na semana seguinte normalmente e sem ônus ao aluno.

Quais são as normas de conduta?


Os estudantes são responsáveis por qualquer avaria de material didático que venham a causar, excetuando o desgaste provocado pelo uso normal, evidentemente. Os estudantes serão desligados do curso por incidentes relacionados a roubo, fraude, interferência em operações do estúdio e posse de drogas ou álcool. Se a conduta do estudante dentro das dependências do estúdio se revelar inconveniente, a OMiD reserva-se o direito de dispensá-lo da aula ou, em casos extremos, excluí-lo do quadro de alunos.

- Livros, revistas e outros objetos de propriedade do estúdio, que não fizerem parte do material usado em aula, não devem ser manipulados sem prévia autorização.

- Não nos responsabilizamos por objetos pessoais perdidos, não deixe suas coisas largadas sem estar por perto.

- Visitantes, acompanhando alunos do curso, devem guiar-se pelas normas da OMiD. A responsabilidade integral pelos equipamentos e acessórios utilizados nas aulas é do estudante. Objetos de propriedade pessoal do visitante, assim como dos alunos, são de responsabilidade dos mesmos (e não da Academia).


Um equipamento esta funcionando mal, o que devo fazer?

Quando algum equipamento apresentar falha de funcionamento durante o uso por um estudante, este deve notificar o responsável do estúdio imediatamente. O estudante que perder tempo prático devido a mal funcionamento de equipamentos poderá solicitar uma nova sessão em outro horário.

Como faço críticas e sugestões?


A OMiD academia de áudio está em processo de aprimoramento constante, para isso contamos com um retorno crítico de funcionários, professores e alunos. Todos os estudantes são encorajados a expor críticas e sugestões. Se o aluno estiver insatisfeito com alguma resolução formal do estúdio, deve preencher uma reclamação por escrito, usando os formulários no rodapé deste site. É seu direito ser informado acerca do encaminhamento das suas reclamações.

Todos os Cursos da OMiD dispõem de link no site para envio de críticas e sugestões. É possível o aluno criticar livremente a atuação de seu professor por esta via direta, sem necessidade de identificação e sem que professores tenham acesso a essas informações. Deste modo, podemos receber retorno imediato dos alunos e oferecer melhorias prontamente.


Há reposição de aulas em dias de feriado?


A OMiD segue o calendário de feriados oficiais, sem prejuízo para o cronograma das aulas. Todas as aulas que eventualmente sejam perdidas por conta de feriados oficiais, não previamente evitados em nosso cronograma semestral, serão repostas em outro horário - sem prejuizo aos alunos ou ao conteúdo.


8. ORIENTAÇÃO DE CARREIRA

Por que estudar Acústica?


Para um Músico se expressar, é necessário que ele domine seu próprio instrumento e que esse instrumento seja a ferramenta mais adequada para o tipo de música que quer tocar. A música começa no músico, flui através de seu instrumento se espalhando pela sala (ambiente), até que finalmente atinge os nossos ouvidos.

Entender como o som se propaga pelo espaço, como o ambiente interage com o som, é dominar o meio acústico através do qual sua música chega às pessoas. Estudar acústica nos permite entender como podemos usar qualquer sala para obter um determinado resultado sonoro, e também como podemos criar salas adequadas para escutar, gravar e mixar música.

Já lhe ocorreu de escutar uma música num local novo e notar que ela não soa da mesma maneira? Muitos Técnicos de Som passam pela frustração de fazer uma mixagem que soa boa no estúdio, mas pior no carro ou em casa... Isso ocorre porque tudo aquilo que escutamos é resultado de um som emitido, aliado com suas interações dentro da sala (ou ambiente) no qual estamos localizados.

Assim, é essencial entender o porquê disso ocorrer, além de como podemos usar isso ao nosso favor, conseguindo assim trabalhos de grande qualidade sonora já na hora da gravação - de maneira coerente com aquilo que temos em mente no momento da mixagem.



Por que estudar Áudio?


Um músico sabe que, para poder se expressar com maior liberdade, depende da qualidade de seu instrumento e do quanto domina o uso desta ferramenta. Qualquer um interessado em gravar, seja músico, técnico ou produtor, tem igualmente de dominar suas ferramentas: o Estúdio, sua Acústica e seus Equipamentos.

Equipamentos de áudio são como máquinas, e como tal, têm limites de operação que nos permite aproveita-los ao máximo. No entanto, como para o músico, o domínio da ferramenta não é um fim em si. O domínio de uma ferramenta é um meio pelo qual buscamos competências para expressar nossas idéias sonoras sem bloqueios ou limitações. Assim, conhecer o funcionamento e possibilidades de aplicação dos equipamentos de áudio nos dá meios para registrar nossas músicas tal e qual desejamos que as pessoas as escutem.


Por que estudar Áudio Digital?


Hoje em dia, a informatização está muito presente na produção musical. Isso permitiu reduzir custos e popularizar gravações, oferecendo ao músico a possibilidade de registrar e divulgar seu próprio material. A dificuldade continua sendo obter um resultado condizente com nossas expectativas.

Entender o que a tecnologia atual pode nos oferecer, e como isso tudo se relaciona com as formas tradicionais de trabalhar com áudio, é essencial para atingirmos nossas metas.



Por que estudar Elétrica?


Problemas de instalação e aterramento podem comprometer nossos resultados. Já pensou comprometer uma ótima gravação por conta de chiados ou zumbidos? Medidas simples podem garantir nossa tranquilidade ao trabalhar. Para isso, é necessário entendermos o funcionamento de nossos equipamentos, por que e como eles podem falhar e, mais importante, como garantir que isso não ocorra.

Além disso, entender como nossos equipamentos funcionam permite-nos usufruir ao máximo de suas capacidades e qualidades. Lembre: numa gravação, o áudio é o meio através do qual suas idéias serão levadas a outras pessoas. Entender de elétrica e eletrônica possibilita-nos conhecer os equipamentos por dentro.


O que é Pré-Produção?


Na pré-produção podemos ajustar a forma ao conteúdo de uma canção. Podemos também fazer quaisquer ajustes necessários para que a mensagem de uma música possa soar mais clara e expressiva. Na pré-produção ganhamos um tempo valioso de gravação em Estúdio, aprimorando a forma musical e já definindo o formato final da música quando mixada e finalizada.

É no processo de pré-produção que traçamos os caminhos de uma produção, passando pela definição de sonoridade, equipe de trabalho, custos e consumo de tempo estimado. Uma boa produção musical começa com uma pré-produção cuidadosa.


O que é importante saber sobre Microfonação?


Uma boa gravação começa na escolha de um Músico bem preparado, usando um Instrumento adequado, bem como na escolha de um ponto acústico da sala no qual esse som soe o mais perfeito possível. Mas, para registrar tudo isso e permitir que mais pessoas o escutem, dependemos de microfones. Infelizmente eles não captam exatamente como nossos ouvidos escutam.

Por isso, inúmeros microfones e muitas técnicas de microfonação foram criados. Compreender por que e como cada um deles funciona, nos permite obter exatamente a sonoridade que buscamos. Nunca deixe para resolver questões de Timbre na mixagem ou masterização, é na captação que garantimos a qualidade de nossas gravações.


Qual a importância da Mixagem?


Mixagem é muito mais que definir volumes de diferentes canais numa gravação. A mixagem está para uma gravação, assim como o arranjo está para uma música: é na mixagem que buscamos fazer com que todos os elementos musicais, e cada informação sonora de uma composição, atinja as pessoas.

Nessa busca por clareza, temos muitas ferramentas e técnicas à nossa disposição. Como cada uma delas produz um resultado particular, é importante compreender o que podemos fazer tecnicamente para chegar aonde pretendemos criativamente. 


Para que serve a Masterização?


Toda gravação depende de um suporte para ser escutada pelas pessoas, como um CD, um disco de vinil ou arquivo digital num celular. Ocorre que, cada um desses meios têm suas características e limitações. Por isso, temos de adequar nossa gravação para que as qualidades de cada formato de suporte sejam exploradas ao máximo.

Esse é o papel do masterizador, corrigir e adequar a sonoridade de uma mixagem para que todos possam aproveitá-la em cada detalhe. 


O que é uma produção musical digital?

Hoje em dia podemos usar a informática para baratear os custos da produção musical, combinando a gravação de instrumentos acústicos com instrumentos virtuais, bem como executando todas as operações de gravação, reprodução e mixagem de áudio num único equipamento portátil e poderoso, que são nossos computadores.

Cada vez mais a tecnologia vem nos permitindo resultados de alta qualidade em nossa própria casa, encurtando as diferenças entre um homestudio e um estúdio comercial de grande porte.


O que são plugins?


A informatização da produção musical permitiu a popularização das gravações musicais, graças à redução de custos que o uso de computadores nos estúdios nos propiciou. Uma grande vantagem foi inserir em softwares quase todos os equipamentos analógicos de que dependíamos nas gravações, desde os instrumentos musicais, até os processadores de sinal que usamos para manipular timbres numa mixagem.

Plug-ins são réplicas desses equipamentos que podemos agregar a nossos estúdios digitais a custos baixos e com plena funcionalidade, nos permitindo criar efeitos em tempo real e sem comprometer a integridade do material gravado. Importante é compreender até que ponto eles são eficazes em simular as sonoridades que queremos.


O que são softwares "de performance" e como eles podem ser usados em produção musical?


Um programa, como o Live da Ableton, permite-nos manipular tempo e afinação de qualquer material de áudio em tempo real. Isso fez dele um software muito popular para a performance musical de DJs, que podem lançar bases pré-gravadas em cima de músicas prontas, selecionar trechos e ainda processá-los criando uma música original "ao vivo".

Essas qualidades permitem a um produtor musical obter resultados interessantes rapidamente, de modo a registrar suas idéias sem dificuldades.


O que é sequenciamento digital?


Há softwares, como o Logic e o Cubase, que reproduzem as funcionalidades dos estúdios MIDI dos anos 80 num computador. Nessa década, nasceu esse protocolo de troca de dados entre teclados e sintetizadores, que permitia ampliar o número de canais de um estúdio por meio de instrumentos tocados por um sequenciador. Com o acesso cada vez mais acessível ao uso de computadores, surgiram estes softwares destinados a controlar toda gama de equipamentos novos, que agora usavam da linguagem MIDI (incluindo mesas de som e periféricos).

Hoje, esses softwares ganharam muito mais funcionalidades (como a de gravar e editar áudio digital), mas até hoje seguem como ferramentas essenciais para a criação musical através de instrumentos virtuais, sintetizadores e samplers. Por isso, esses programas se tornaram padrão no mercado musical e são encontrados na maioria dos estúdios do Brasil e do mundo.


Por que o Pro Tools é tão popular?

Este programa foi pioneiro na gravação e edição de áudio digital, permitindo-nos uma manipulação do material gravado muito mais precisa e poderosa. Isso, aliado à sua capacidade de sincronizar áudio e vídeo juntamente com o uso de hardware exclusivo de alta capacidade, fez dele um padrão em estúdios dos EUA, Brasil e de todo o mundo.


Por que conhecer teoria musical é importante?


A Música, como toda forma de expressão humana, é um tipo de linguagem. Como toda linguagem, apresenta recursos expressivos importantes para que possamos transmitir nossas ideias. Sem conhecer essas ferramentas de comunicação, não temos como demonstrar nossas ideias com clareza.

Além disso, é através dessa linguagem que conseguimos nos comunicar com outros músicos. Sem isso, estamos sempre correndo o risco de reinventar a roda, ou mesmo de não compreender plenamente a totalidade de ideias de outros músicos.


O que é Contraponto?


É a arte de criar melodias independentes, mas que se articulam e entrelaçam, criando uma trama de idéias sonoras que se apóiam mutuamente, sem que nenhuma se sobreponha ou seja dependente às demais.


O que é Harmonia?


É a técnica de combinar sons de modo a criar acordes. Toda linguagem musical do ocidente está fortemente estruturada em cima dessa sobreposição de vozes. É importante para um músico conhecer seus desdobramentos, desde o passado até o presente.

Junto com o contraponto, também compõe a espinha dorsal da música que fazemos hoje em dia, e que é fundamental para o desenvolvimento de arranjos e orquestração.


Para que serve um Arranjo?


Num arranjo definimos como iremos dispor cada nota de um Acorde, ou seja, como faremos suas vozes soarem, quais intervalos que elas guardarão entre si e em relação à tônica do Acorde, etc. Isso mudará o impacto emocional que sentimos ao escutar a harmonia de uma composição, além de alterar a maneira como a Melodia soa.

Numa visão mais moderna, o arranjo se confunde com a ideia de orquestração, aonde vamos definir quais Instrumentos tocarão cada uma dessas vozes. Ou seja, no arranjo daremos o formato final do acompanhamento instrumental de uma música.


O que é Orquestração?

Originalmente, a orquestração podia ser definida como a forma que distribuímos as várias vozes de um Acorde entre diferentes Instrumentos de uma orquestra. Mas, para além disso, é a arte de combinar diferentes timbres de modo a criar texturas sonoras e provocar diferentes emoções ou sensações.


O que é Music Business?

São as necessidades e atividades que envolvem os "negócios" da música. O trabalho musical depende de uma série da atividades de suporte, que vão desde a obtenção de recursos para a realização de shows, à gravação e distribuição de CDs, passando pelo agendamento de shows, divulgação, além do acerto das condições de trabalho.


Como gravar um CD?

Para gravar um CD é conveniente garantir antecipadamente as verbas para sua realização, bem como criar formas de levá-lo ao público consumidor. Isso envolve o conhecimento de como obter aprovação de projetos de patrocínio, mas também requer o conhecimento dos aspectos legais que envolvem sua produção. Também é importante conhecer as etapas de produção e prensagem de CDs, bem como os custos e prazos envolvidos, além das formas de divulgação e distribuição disponíveis.

CD é um produto industrial, um bem de consumo. Assim, sua produção envolve muitos aspectos financeiros, legais e tributários, que podemos usar ao nosso favor ou, por desconhecimento, nos deixar em dificuldades. Toda obra artística merece ganhar as ruas e visa chegar ao maior número de pessoas. É o trabalho competente de um produtor que permite ao músico se concentrar exclusivamente nos aspectos criativos de sua arte.


Como fazer um Show?

Cada vez mais, os CDs tem virado uma ferramenta de divulgação do músico, atraindo público para seus shows e aparições públicas. Mas a realização de um Show demanda uma série de atividades estratégicas, como contratos de prestadores de serviço, obtenção de verba, relacionamento com o contratante, resolução de entraves burocráticos e legais, formação de equipe técnica e divulgação.

Assim, temos de compreender todos estes aspectos extra-musicais para conseguirmos viabilizar o trabalho artístico e torná-lo uma atividade prazerosa e rentável.


O que são as Leis de Incentivo?

Existem uma série de iniciativas públicas nas esferas federal, estadual e municipal, de fomento à cultura. Essas iniciativas envolvem formas de renúncia fiscal para empresas que invistam na produção artística. Essas formas de incentivo podem garantir a produção de shows e CDs, mas envolvem questões legais e de formatação de projetos. Compreender, saber interpretar editais e adequar projetos, permite viabilizar a atividade cultural objetivada.


Que direitos tem um Músico?

Tocar musica, bem como as demais atividades artísticas, cria um bem cultural que, ao ser divulgado e distribuído, envolve várias formas de remuneração. Além da retribuição direta de cachês por apresentações, existe o reconhecimento do direito autoral do criador e conexo do intérprete, advindos da divulgação, distribuição e vendas de fonogramas em CDs, filmes ou quaisquer outros meios.

Existem órgãos arrecadadores e distribuidores desses direitos, mas para que o músico possa dispor deles tem de cumprir certas obrigações legais. É importante, portanto, conhecer a natureza de seus direitos, além de saber supervisionar sua arrecadação e distribuição.


Qual deveria ser a formação de um DJ?

Atualmente, os DJs passaram a protagonistas da cena musical, ampliando sua ação para além da seleção de músicas prontas e execução de sets. Hoje, os DJs também acumulam o papel de produtores de eventos e compositores, bem como assumiram o papel de técnicos de som e produtores musicais.

Assim, é importante compreender toda a gama de conhecimentos que um DJ deve assimilar, desde o conhecimento técnico no trabalho de estúdio e produção de CDs, da produção de performances e eventos, passando pelo entendimento de toda a história dessa profissão, dos aspectos técnicos e legais que temos hoje, até as possibilidades que se abrem para o futuro.


O que seria um DJ “analógico”?

Há toda uma cultura de resgate e preservação das produções musicais clássicas da “era do vinil”. Muito material não foi reeditado digitalmente e, para além do saudosismo, há de fato uma discussão pertinente sobre as qualidades do áudio analógico. Alem disso, por força do Hip-Hop na cultura contemporânea, as pick-ups (“toca-discos”) se converteram em um Instrumento presente numa infinidade de outros gêneros musicais.

Um DJ, preferindo ou não, deve ter conhecimento de como operar pick-ups com vinis e mixers analógicos, e deve também saber como montar seu setup, para poder extrair dele o máximo. E é claro, também é importante para o profissional dominar técnicas de mixagem e scratch.


Existe um DJ “digital”?

A informatização invadiu todas as áreas de trabalho, inclusive o trabalho artístico e musical. Neste sentido, os DJs também passaram a incorporar mídias digitais em suas performances, se beneficiando da praticidade e custos do uso de CDs e arquivos digitalizados, mas também incorporando o poder de processamento dos equipamentos atuais em suas produções e performances.

Hoje, uma apresentação de DJ pode incorporar o uso de teclados, samplers e sintetizadores tocados ao vivo, bem como incluir a manipulação em tempo real de material pré-gravado. Assim, amplia-se a formação necessária para um DJ, que se converte em produtor musical e performer digital.

Como iniciar uma carreira como DJ?

Para qualquer profissão, além da formação conceitual, é importante a experiência profissional. Assim, devemos juntar conhecimento com práticas, de modo a desenvolver um portfólio que enriqueça e valorize o currículo do iniciante. Alem disso, o contato com profissionais da área permite um preparo mais adequado para o mercado e suas possibilidades profissionais.


O que é necessário para crescer numa carreira de DJ?

O DJ atua como prestador autônomo de serviços. Assim, é preciso compreender os aspectos legais e trabalhistas envolvidos nesta modalidade de trabalho, bem como entrar em contato com as estratégias de divulgação e financiamento de eventos que temos à nossa disposição (incluindo o uso das mídias sociais e leis de incentivo à cultura). Assim, um DJ acaba se tornando um produtor e agente cultural ativo e independente.


Se musica e arte são formas de auto-expressão livre, por que estudar? Isso não vai me “travar”?

A questão é que bloqueios criativos sempre podem ocorrer, independente da formação ou experiência de um compositor. E, na verdade, é justamente o conhecimento e experiência que permitem a um criador formar um repertório de estratégias que lhe ajudem nesses momentos.

Não é possível ensinar a alguém o que criar, quais notas tocar, etc. Mas é possível desenvolver ferramentas e técnicas para não depender de um estalo criativo e para seguir ampliando pequenas ideias em formas maiores.


O que é necessário para iniciar numa carreira de Compositor?

É necessário dominar as ferramentas e técnicas de composição, variação e arranjo, bem como o desenvolvimento de práticas de escrita em partitura, transposição e orquestração. Para além do conhecimento técnico, é preciso desenvolver uma linguagem musical através da prática e gravação em estúdio. Isso permite a formação de repertório, bem como o desenvolvimento de um portfólio inicial. Dessa forma, intérpretes e outros eventuais clientes podem conhecer o trabalho do compositor.


Em que a informática pode contribuir com o trabalho de um Compositor?

Hoje em dia, a computação está presente em quase todas as áreas de atuação profissional. Um compositor deve conhecer todas as ferramentas eletrônicas hoje disponíveis na área de criação musical. Exemplo disso são certos recursos que permitem otimizar o processo criativo, bem como baratear seus custos de produção.

Graças ao uso de teclados, samplers e sintetizadores físicos ou virtuais, um compositor tem como desenvolver suas ideias sem depender do contrato e ensaio de intérpretes. Mas, além de facilitar o próprio processo de arranjo e orquestração, isso permite unir linguagens acústicas e eletrônicas na busca por timbres novos, que construam o impacto emocional necessário para essa obra artística - ampliando assim o repertório de timbres à disposição de seu autor. 


Qual é a diferença entre compor trilhas sonoras para filmes e peças, e criar músicas?

O renomado diretor de cinema, David Linch, diz que a musica representa 50% de um filme. Isso demonstra a consciência de que sons são perfeitos para construir um discurso não-verbal, que reforça a ação e os diálogos, criando um sub-texto psicológico e emocional, sem o qual as cenas filmadas perderiam impacto.

No entanto, é sabido que a melhor trilha é aquela que não notamos, visto que ela não deve se destacar acima do filme. Ou seja, uma trilha deve se camuflar de tal forma na narrativa audiovisual que não nos damos conta de sua presença, mesmo que sua ausência seja notória para o impacto emocional da obra.


O que preciso saber para compor trilhas sonoras para filmes e peças?

Existe uma série de técnicas que auxiliam um compositor a compor músicas sincronizadas, que forneçam suporte a uma ação audiovisual. Além disso, contamos com inúmeros recursos de linguagem musical (tanto de composição, como de arranjo e orquestração), que ajudam a delinear intensidades e variações de emoção e expressão, necessários para dar suporte a uma cena ou discurso.

Assim, com o domínio dessas técnicas, podemos aumentar a eficiência de nossas criações e abrir todo um importante leque de atuação profissional, que vai da publicidade ao teatro, do cinema à dança.


9. MERCADO DE TRABALHO:

Terei auxílio para meu encaminhamento profissional?


A OMiD é um canal entre o estudante e futuros empregadores. Incentivamos esse relacionamento, colocando em contato nossos formandos com potenciais contratantes. O encaminhamento depende da necessidade do mercado e do profissionalismo do aluno, que será avaliado semestralmente. 


Os alunos que fizeram os cursos na Academia estão trabalhando?


Temos uma alta inserção de profissionais no mercado. Estimamos que cerca de 90% dos nossos alunos atingem esse objetivo. Muitos dos nossos alunos são reconhecidos no mercado, ou trabalham com pessoas e empresas de renome. Exemplos são estúdios como o MOSH ou empresas como a GLOBO, que tem alunos nossos trabalhando lá regularmente. 


Há trabalho na indústria musical e/ou cinematográfica?

A indústria musical e cinematográfica cresceu significativamente na última década. É um mercado competitivo e de difícil acesso, mas quem está preparado pode ter uma carreira duradoura. A OMiD garante sua formação profissional, dessa forma pretende oferecer-lhe as condições essenciais para disputar uma posição na área do mercado que desejar.

10. PROJETOS:

O que é o projeto de um estúdio?


Um Projeto é a representação gráfica da elaboração de um estúdio a ser construído, que deve orientar e preceder sua execução.

São consideradas todas as possibilidades e necessidades do cliente e do tipo de estúdio a ser desenvolvido, dando ênfase principalmente à qualidade acústica do espaço, sem deixar de lado a estética e funcionalidade como um todo, englobando desde a parte de engenharia, até o projeto arquitetônico.

Um projeto completo possui todo detalhamento necessário para a compreensão da obra, aos olhos do responsável pela execução. Isso incluí informações sobre todos os materiais a serem utilizados, a maneira como deverão se relacionar e como a própria edificação deve ser construída. Sem um projeto em mãos, é impossível um profissional fazer um orçamento preciso e, além disso, com ele é possível simular mais de um orçamento com profissionais e fornecedores diferentes, aumentando seu poder de barganha e controle de custos.

O objetivo ao se desenvolver um projeto é estudar as diversas possibilidades e definir como o espaço será, corrigindo previamente problemas como ondas estacionárias, isolamento e tempo de reverberação, antes mesmo de iniciar as obras.


Qual a diferença entre Tratamento Acústico e Isolamento Acústico?


Chamamos de Tratamento todos os recursos desenvolvidos para garantir a qualidade acústica ao ambiente, pode ser desde a geometria da sala (sua forma), até a qualidade dos materiais usados como revestimento.

O Isolamento Acústico obviamente não deixa de ser uma forma de tratamento, mas tem como objetivo único a separação sonora entre dois ambientes. Ou seja, usamos o isolamento tanto para evitar que o som de uma bateria acorde o vizinho de madrugada, como também para não deixar que um caminhão passando na rua arruine uma captação.

É comum a confusão entre os dois conceitos, inclusive na troca de informações do dia-a-dia, aonde sempre prevalece o senso comum e se perpetuam mitos sobre o uso de certos materiais que serviriam como "isolantes" acústicos (como os Sonex), mas que no fundo acabam não isolando de forma eficiente e podem, inclusive, vir a prejudicar ainda mais a qualidade de som dentro desse ambiente acústico.



Como fazer um bom isolamento acústico?

O ideal para um sistema de isolamento que realmente funcione é trabalhar com o conceito de "caixa dentro da caixa" ("box-in-a-box"). Na prática, isso significa usar pisos e forros flutuantes, bem como paredes desacopladas. Esse sistema pode ser executado de diversar maneiras e usando materiais diferentes, conforme a necessidade de cada situação e limitações de orçamento. Saber a melhor forma de se fazer, e qual o melhor material a ser utilizado, pode ser decisivo para que o sistema funcione de modo eficiente e para viabilizar sua execução.



Atendimento:
Email 
Responderemos dentro de 24 horas!
Copyright © 2017. Cursos de Áudio, Acústica, Produção Musical e Music Business.